Busca | Cadastre-se | Como Anunciar 
   
 CLASSIFICADOS
  
 Neg. & Oport.
   Empresas
   Equipamentos
   Serviços
   Outros
  
 Vagas
   Banho&Tosa
   Veterinária
   Comerc/Vendas
   Adm
   Canil/Pass/Hot
   Motorista
   Outros
  
 Candidatos
   Banho&Tosa
   Veterinária
   Comerc/Vendas
   Adm
   Canil/Pass/Hot
   Motorista
   Outros
  
 Cursos
  
 Vendo
  
 Doa-se
  
  
 GUIA EMPRESAS
 Adestradores
 Aquários
 Associações
 Atacadistas
 Aviculturas
 Banho e Tosa
 Canis
 Clínicas
 Consultorias
 Criadores
   Aves
   Roedores
   Reptil/Anfíbio
   Primatas
 Distribuidores
 DogSitter
 Entidades
 Fabricantes
 Gatis
 Hotéis
 Informática
 Laboratórios
 Padarias
 Passeadores
 PetShops
 Rações
 Representantes
 Serviços
 TaxiDog
  
 Lançamentos
 Reportagens
 Consultoria
 Dicas
 Veterinários
 Eventos
 Legislação
  
 Fórum
 Agility
 Raças
 Meu amigo Pet
 Pássaros
  
 PROMOÇÕES
 Busca
 Cadastre-se
 Como Anunciar
 Contato
  

   

YORKSHIRE

HISTÓRIA DA RAÇA

A Raça Yorkshire é originária do condado de York, na Inglaterra. Seu nome, a principio, era Terrier Escocês passando, pouco tempo depois, a Terrier Anão de Pêlo Longo e mais tarde, a Yorkshire Terrier. As primeiras referências a essa raça são encontradas em 1850 em Yorkshire.

Ela foi criada pôr operários que desejavam ter um cão pequeno mas que fosse um bom caçador de ratos, para combater esses roedores que, em grandes quantidades invadiam toda a região em que eles viviam e trabalhavam e, de acordo com as informações, parece que eles conseguiram.

Quanto a sua formação, no entanto, há muita controvérsia pois, realmente,ela não é conhecida, havendo uma série de teorias sobre esse assunto.

Não há dúvidas, no entanto, de que vários foram os cães que concorreram para a formação do Yorkshire Terrier. Entre eles, temos o Paisley Terrier ou Clydesdale, uma raça já extinta, muito parecida com o Skye Terrier, de orelhas eretas e cuja pelagem era preto-azulada, sedosa e comprida, medindo de 12,5 a 15 cm de comprimento. Outro cão que entrou na formação do Yorkshire Terrier, foi o Broken-haired Scotch Terrier, cujo tipo possuía características diferentes como, pôr exemplo: pelagem macia, brilhante e preta-tan; pêlos revoltos cor de areia; pêlos ásperos, colocarão em geral branca suja, focinho curto e membros curtos e fortes.

Outra teoria é a de que o Yorkshire é o resultado do cruzamento entre o Skye, que é um Terrier inglês, o Black-and-Tan, o Dandie Dimmont e o Maltês. Alguns autores, no entanto, o consideram como originário dos cruzamentos do Terrier preto e castanho avermelhado de pêlo de arame, com um Skye Terrier de pêlo sedoso e depois com o Maltês.

Foi apresentada pela primeira vez num show em Leeds, na Inglaterra, em 1861 e, no fim da época vitoriana, quando o Yorkshire começou a atingir a delicada aparência que tem atualmente, tornou-se o companheiro inseparável das senhoras da aristocracia e da alta burguesia. Originalmente, ele pesava de cinco a seis quilos; e só depois de um longo processo de seleção genética, que durou pelo menos vinte anos, é que pôde ser considerado como toy.

Da Escócia e da Inglaterra, a raça se difundiu pela Franca, Estados Unidos, Austrália e Japão. Foi introduzido no Brasil em 1966.

PERSONALIDADE

O Yorkshire, não e só um bom companheiro, mas um grande amigo do seu dono, sendo sincero e leal na sua amizade. O que ele mais gosta é estar sempre em sua companhia, andando pôr toda a casa. O Yorkshire, é um dos melhores cães de companhia, porque gosta de acompanhar as pessoas em seus passeios a pé, de carro ou em qualquer outra situação, comportando-se muito bem durante as viagens. Além disso, apresenta ainda a vantagem de (pôr seu tamanho), ser transportado com a maior facilidade, até dentro de bolsas, ficando quietinho durante toda a viagem. São ótimos para viver em apartamentos por não terem o costume de latir em excesso, somente em caso de alerta. Se penteados habitualmente não soltam pelos, são muito limpos, pois ao contrario de algumas raças sua pele e pelos não exalam cheiro.

E uma raça extremamente dócil e carinhosa mas apesar de seu pequeno tamanho, o Yorkshire enfrenta e chega até a atacar pessoas ou animais que tentem fazer algum mal a seu dono ou às pessoas que com ele convivem e que ele considera amigos. Muito importante no entanto, é que além de todas as suas qualidades, o Yorkshire é um lindo cão, com seus longos, sedosos e belos pêlos que lhe dão um imponente ar de elegância e de nobreza.


NÃO ISOLE SEU YORKSHIRE

Levar um cão, como um Yorkshire, sempre no colo, é um grave erro porque, além dos inconvenientes (entortar a coluna), ele ainda recebe uma superproteção e, como ele sabe disso, passa a bancar o valente e a rosnar e a latir para outros cães, por maiores que sejam, desafiando-os, porque sabe que nada lhe poderá acontecer, porque tem consciência da impunidade que o protege.

Por menor que seja o Yorkshire, o melhor é que passe o maior tempo possível no chão, para que possa viver normalmente, andando, correndo, pulando, brincando, brigando, vivendo uma vida normal, o que o faz muito mais feliz. Devemos permitir e até facilitar que o nosso cãozinho tenha contatos e até convivam com outros animais, esse contato com outros cães lhe proporcionará benefícios psicológicos, pois ele aprenderá a se relacionar normalmente

Para que seu York não entre em depressão ou fique estressado (late compulsivamente quando sai de casa ou até mesmo em casa), procure arrumar um tempinho para levá-lo para passear, mesmo que seja à noite por dez minutos, principalmente animais que ficam sozinhos durante o dia todo, recompense-o com seu amor por ter ficado o dia todo sozinho.


CUIDADO COM OS PELOS E O BANHO

Para que os pelos do Yorkshire fiquem bonitos e o cão, além de bonito, apresente um aspecto de limpo, de bem cuidado, devemos penteá-lo, no mínimo, 02 vezes por semana ou até diariamente, para desembaraçar os seus pelos e desfazer seus nós, empregando, de preferência, os nossos dedos. Com isso, evitamos que nele se acumulem poeiras, sujeiras diversas, piolhos e outros parasitas, etc. O que mantém o cão limpo e com aspecto saudável. Por suas características, a pelagem do Yorkshire, para se manter bonita, necessita de cuidados diários.

Depois de o cão estar escovado, devemos penteá-lo para dar brilho, a seus pelos. Isso no entanto deve ser feito em cima e por baixo, no sentido do crescimento dos pelos, esse trabalho, deve ser feito de maneira correta, e com uma escova especial, que nunca deve ser rasqueadeira, e sim uma de pinos para evitar que os pelos se quebrem, o que é muito importante, porque os belos pelos do Yorkshire são muito finos e delicados, além de formarem nós e de se quebrarem com facilidade.

Quando o animal for filhote devemos dar banhos a cada 15 dias, quando adulto uma vez por semana, (atenção: dar banho somente duas horas após ele ter se alimentado para evitar que tenha uma congestão) isto você mesmo pode fazer em casa, assim: colocar algodão no ouvido, usar água morninha e secador mais para o frio e distante do animal, para que assim não queime o pelo, nunca usar sabão de coco ele resseca o pelo, e escovar enquanto seca o animal, nunca escovar a seco, usar shampoo manipulado (Germe de trigo ou colágeno) e condicionador, colônias somente as manipuladas para cães ou as importadas, pois o ph dos animais é diferente do nosso e você pode provocar alguma alergia desnecessária.

A cada 40 dias fazer o triming exato para Yorkshire, procure sempre um profissional especializado na raça, para que não tire seu animal do padrão, ex: nunca corte canto de olho, nunca aparar pontas de pelo ou tosar a orelha inteira, nunca cortar franjinha ou bigode, lembre-se que ele é um York, um Terrier e precisa do pelo no rosto esta é sua camuflagem e não nasce por acaso, é sua proteção. Procure um lugar onde você possa ver o banho (nunca de banho em pet enquanto seu filhote não completar as três doses de V8,entenda que sem as três doses ele ainda não estará imune a viroses que permanecem no ambiente por pelo menos um ano e não existe produto que possa combate-lo, somente a vacina como prevenção), de preferência leve sua escova, seu pente, sua pasta de dentes, sua escova de dentes, sua toalha e seu shampoo e condicionador, seu ceruminolitico. Dê preferência a lugares onde você possa estar presente e que veja dar o banho em seu York, assim ele se sentirá protegido e você poderá supervisionar o certo e o errado.


OS CÃES E AS CRIANCAS

Devemos ensinar as crianças, a como tratar e alimentar o cãozinho e, também o que elas não devem fazer, em relação a isso; que devem tratar o cão com carinho, mas também com energia, quando necessário, fazendo prevalecer, sempre, a sua vontade à do animal; que não se aproximem do cão de surpresa ou bruscamente e que não o acordem de repente, para que ele não se assuste, reagindo rapidamente, de acordo com o seu instinto, ou seja, atacando e mordendo, até mesmo o seu dono ou um amigo seu, embora involuntariamente, e só o havendo feito, porque nem teve tempo de ver quem era.

Não devem manter o cãozinho, durante muito tempo nos braços ou no colo (a menos que ele peça), ou então lhe fazer carinho apertando-o demais, e nunca deixa-lo cair no chão (pode ser fatal)..

Procure ensinar seu filho a brincar com seu York no chão, fazendo brincadeiras de pega-pega e etc....

OBS:- Estas dicas são dadas, pelo seguinte motivo: o Yorkshire é um cãozinho muito frágil, e pequenino, nossas crianças ficam emocionadas com eles no colo, pois eles são muito amorosos, receptivos e adoram crianças, más dependendo do descuido,pode ser perigoso para o animalzinho .


Os cães fotografados nesta página são de propriedade da criadora:
Rosana Monteiro - Tel.: (11)6641-6509 / 9990.5191

Esta página é de responsabilidade de Rosana Monteiro.
Proprietária do Canil Sons of Melody.
São Paulo - SP. Fone: (11)6641-6509 / 9990.5191
yorkro@terra.com.br - www.sonsofmelody.com.br.